Em 2020, ano marcado pela chegada da pandemia da Covid-19, houve crescimento de 18,4% nos registros de mortes com causa básica final relacionada a “transtornos mentais e comportamentais devidos ao uso de álcool”. Os dados foram levantados junto ao Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), utilizado pela Ministério da Saúde para registrar óbitos no Brasil.

Segundo reportagem do portal Uol, enquanto em 2019 foram 6.428 registros de mortes relacionadas ao álcool, em 2020 o número saltou para 7.612 mortes, com crescimento se acentuando principalmente a partir do mês de abril.

Especialistas analisaram dados entre 2010 e 2020 e indicam que o aumento está muito acima da média da última década, destaca a reportagem. Eles ainda sinalizam que na maior parte deste período, houve queda neste tipo de morte.

Zila M. Sanchez, professora do Departamento de Medicina Preventiva da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), classifica os dados do Ministério da Saúde como “alarmantes”. “Porque a tendência desses casos que vinha sendo registrada nos últimos seis anos era de queda, e em 2020, com o isolamento por causa da pandemia, começou a crescer”, afirmou à reportagem.