Na noite desta quinta-feira (15/07), o site Portal Sul Bahia fez uma grave denúncia sobre a compra emergencial de materiais para atender a Secretaria de Saúde da Prefeitura de Eunápolis, com verba destinada ao combate da COVID-19. Em nota fiscal do dia 19 de março de 2021, a Prefeitura paga à empresa Prontomed Clínica e Serviços Médicos o valor de R$ 271,40 na caixa com 50 unidades de fita glicêmica. O que chama atenção é que o mesmo produto nas farmácias pode ser encontrado pelo valor de R$ 73,00 com o aparelho medidor, que não vem no material comprado pela Prefeitura. 

Para deixar a situação ainda mais grave, o site encontrou no portal do TCM uma nota da gestão do ex-prefeito Robério Oliveira, do dia 27 de agosto de 2020, quando o mesmo pagou R$ 20,00 pelo mesmo produto (caixa com 50 fitas glicêmicas). 

Ou seja, em apenas 7 meses, a Prefeitura de Eunápolis pagou 1.350% a mais pelo mesmo produto. Com estas notas fica clara a necessidade de um posicionamento dos vereadores municipais quanto a esse absurdo e também do Ministério Público, órgãos fiscalizadores das ações do executivo.

Enquanto absurdos como este acontecem de forma escancarada, a atual prefeita segue patinando até mesmo na oferta de serviços básicos e sem oferecer nenhuma ação concreta para o desenvolvimento do município.