O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) teve a sua conta suspensa temporariamente no Facebook, devido à publicação de frases atribuídas ao ditador nazista Adolf Hitler. O parlamentar vai recorrer na Justiça do Distrito Federal, para recuperar o direito de utilizar a rede social. As informações são da coluna de Ancelmo Gois, no jornal O Globo.

 

A conta do deputado no Facebook está suspensa desde o último dia 14 de julho. A punição imposta ao parlamentar brasileiro pela rede social tem uma duração de 30 dias. Eduardo Bolsonaro argumenta que não teve direito à defesa e solicita uma liminar na Justiça para remover as restrições de seu perfil.

 

Esta não é a primeira vez que Eduardo Bolsonaro recebe uma punição do Facebook. Em junho, ele ficou sete dias sem poder usar sua página após publicar um vídeo de seu pai, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), dizendo que metade das mortes ocorridas por Covid-19 no Brasil não ocorreram por causa da doença. A informação foi desmentida pelo próprio pai do deputado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *