O ministro da Defesa, Braga Netto, afirmou nesta terça-feira (17) que o cancelamento do desfile militar de 7 de setembro, Dia da Independência, foi uma determinação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

 

O tradicional desfile na Esplanada dos Ministérios está suspenso em decorrência da pandemia de covid-19. Em audiência conjunta de três comissões da Câmara dos Deputados, o ministro da Defesa falou sobre o assunto.

 

 

 

“Com relação à 7 de setembro, eu até pedi para passar a orientação, uma nota que eu passei para os comandantes (das Forças Armadas). A determinação, inclusive, foi do próprio presidente da República”, afirmou Braga Netto.

 

VEJA TAMBÉM

CPI da Covid quer apresentar relatório final em setembro

BRASIL

CPI da Covid quer apresentar relatório final em setembro

Ministério da Defesa diz que não haverá desfile de 7 de setembro

R7 PLANALTO

Ministério da Defesa diz que não haverá desfile de 7 de setembro

Bolsonaro assegurou que cumprirá a Constituição, diz Braga Netto

BRASIL

Bolsonaro assegurou que cumprirá a Constituição, diz Braga Netto

“A celebração militar do 7 de setembro terá restrições, não haverá desfiles, em virtude da pandemia. Nada impede que dependendo de cada situação de cada localidade haja aquelas exposições e demonstrações que são feitas normalmente, bandas e tudo mais. Mas desfiles não estão previstos”, completou.

 

Na ocasião, as Forças Armadas realizarão a cerimônia de hasteamento do Pavilhão Nacional, em Brasília. As comemorações alusivas ao 199ª Aniversário da Proclamação da Independência do Brasil ocorrerão no Palácio do Alvorada, com restrição de público, aos moldes do ocorrido em 2020.