O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse, nesta quarta-feira (19), que ainda não decidiu quais categorias do serviço público terão reajuste salarial neste ano e que suspendeu o aumento prometido a policiais. O chefe do Executivo tem até sexta-feira (21) para sancionar o Orçamento de 2022, que reserva R$ 1,736 bilhão para que o governo federal faça uma reestruturação em carreiras do funcionalismo público.

 

Inicialmente, esse valor foi incluído na versão final do projeto de lei do Orçamento para este ano, aprovada pelo Congresso Nacional em dezembro de 2021, para atender apenas servidores da PF (Polícia Federal), da PRF (Polícia Rodoviária Federal), da Polícia Penal e do Depen (Departamento Penitenciário Nacional).