Francisqueto visita obras da Policlínica regional ; com prefeitos da costa do descobrimento viabilizando inauguração para junho

197
Prefeitos de Eunápolis e de Porto Seguro não compareceram porque não aderiram aos serviços da policlínica

Francisqueto e Prefeitos  representantes de seis dos oito municípios que compõem a região da Costa do Descobrimento participaram, na manhã desta segunda-feira (03), de uma assembleia geral do Consórcio Interfederativo de Saúde Costa do Descobrimento, na sede da entidade, em Eunápolis.

A comitiva também visitou as obras da Policlínica Regional, que estão na reta final para a inauguração, prevista para junho. A prefeita de Guaratinga, Marlene Dantas, foi representada pela secretária de Governo, Patrícia Martins, enquanto os prefeitos de Eunápolis, Cordélia Torres, e de Porto Seguro, Jânio Natal, não compareceram porque não aderiram aos serviços da policlínica.

Durante a assembleia geral, foram apresentados os processos licitatórios e dispensas de licitações para a inauguração da policlínica. Também foram repassadas informações sobre o andamento das contratações para o funcionamento da policlínica. De acordo com o presidente do Consórcio e prefeito de Santa Cruz Cabrália, Agnelo Santos Júnior, a equipe técnica está trabalhando para que, quando o governador Rui Costa determinar a data da inauguração, o atendimento à população comece já no dia seguinte da abertura. “Acredito que, no máximo, na segunda quinzena de junho a policlínica será entregue à população dos seis municípios que aderiram ao rateio”, adiantou.

Prefeitos de Itabela e Cabrália, Luciano e Agnelo

GOVERNO COBRIRÁ CUSTOS DO RATEIO

O presidente do Consórcio também comentou sobre como ficará o rateio dos custos mensais dos municípios sem a participação de Porto Seguro e Eunápolis. “Ficou definido que o governo do Estado vai cobrir os custos que seriam de Porto Seguro e Eunápolis no rateio mensal, e os exames que seriam destinados a esses dois municípios serão redistribuídos entre os seis restantes sem alterar o valor do rateio”, explicou.

Serão oferecidas muitas especialidades médicas

A gestão das policlínicas é realizada em parceria entre governo do Estado e os municípios que integram os consórcios. Os municípios cobrem 60% dos custos de operação, sendo que o valor é dividido proporcionalmente ao número de habitantes de cada um deles, e o Estado fica responsável pelos 40% restantes.

SERVIÇOS OFERECIDOS

Na Policlínica Regional será oferecida uma variedade de especialidades médicas, entre elas angiologia, cardiologia, endocrinologia, gastrenterologia, neurologia, ortopedia, oftalmologia, otorrinolaringologia, ginecologia/obstetrícia, mastologia e urologia. Também serão oferecidos exames, como ressonância magnética, tomografia, mamografia, ultrassonografia com doppler, ecocardiografia, ergometria, mapa, holter, eletroencefalograma, eletromiografia, raio-X, eletrocardiograma, endoscopia, colonoscopia, entre outros.